Vantagens do ERP em Nuvem vs. ERP Local

Vantagens do ERP em Nuvem vs. ERP Local

Chegada a hora de escolher um sistema ERP (Enterprise Resource Planning) para uma empresa ou negócio, é possível encontrar uma infinidade de opções disponíveis. No entanto, não existem dúvidas de que um dos principais critérios nos quais basearemos a nossa decisão será se optaremos por uma solução ERP em nuvem ou por um sistema instalado localmente.

A principal diferença entre as duas alternativas é clara: uma ferramenta de instalação local utiliza os recursos (servidores e/ou computadores) da própria empresa. Além disso, tanto a sua gestão como a sua manutenção serão também, na maioria dos casos, da responsabilidade da empresa. Por outro lado, o software ERP em nuvem é oferecido sob o formato SaaS (acrónimo de Software-as-a-Service), o que significa que tanto o “programa” como os dados criados com ele são geridos centralmente pelo prestador, que os hospeda nos seus servidores, sendo o acesso à ferramenta efetuado via Internet, a partir de qualquer navegador.

Escolher entre uma ou outra opção pode fazer uma grande diferença ao implementar este tipo de sistema numa empresa. Assim, avaliámos alguns aspetos a ter em conta no sentido de ficarmos com uma visão comparativa mais clara.

Custo de um ERP em nuvem vs. ERP local

Os sistemas ERP de instalação local representam habitualmente um investimento maior, tanto no momento da implementação, pelos custos relativos à própria licença de software, como pela necessidade de adquirir o equipamento informático de suporte e respetiva manutenção.

E, caso a empresa não possua um departamento técnico capaz de gerir a ferramenta, será necessário treinar um ou contratar suporte externo. E ainda mais importante, o funcionamento contínuo da ferramenta exigirá um investimento adicional em termos de tempo e orçamento, incluindo manutenção de hardware. Cada vez que o software for atualizado, será necessário que a pessoa ou departamento responsável realize a sua implementação em todo o sistema (no servidor central e nos terminais de cada utilizador), bem como, se necessário, reconfigurar as personalizações efetuadas.

Por outro lado, os custos iniciais das soluções de ERP na nuvem são geralmente muito menores, uma vez que estas apenas necessitam de uma configuração inicial adaptada às necessidades de cada empresa, acedendo-se ao programa via Internet. Nestes casos, o prestador que fornece o software é também responsável por hospedar e manter a sua infraestrutura técnica de suporte, garantindo um serviço sempre acessível, a segurança dos dados e que as atualizações são efetuadas sem prejuízo das configurações personalizadas existentes.

Esta falta de necessidade de manutenção técnica por parte da empresa utilizadora do serviço é por norma o fator determinante na utilização do formato ERP em nuvem, face às soluções de instalação local. Além do mais, os custos do serviço em nuvem são conhecidos antecipadamente, uma vez que habitualmente oferecidos sob um modelo de assinatura periódica, com base no número de utilizadores e colaboradores da empresa, de módulos de funcionalidades adicionais, etc.

Com tudo isto, os números do setor estimam que a economia de um sistema em nuvem, quando comparado com um de instalação local, poderá chegar a 50% do custo total, num período de cerca de quatro anos.

Integração rápida de um ERP em nuvem vs. ERP local

Incorporar um sistema de planeamento de recursos numa empresa é um processo que requer organização cuidadosa, sendo que um ERP em nuvem possui a vantagem de poder ser implementado muito mais rapidamente.

Como referido anteriormente, a solução baseada em nuvem não exige que a empresa adquira ou configure qualquer tipo de equipamento. De facto, a ferramenta pode ser facilmente implementada, mesmo que a empresa esteja organizada em múltiplas divisões, centros territoriais ou empresas subsidiárias, com a economia de custos que uma instalação para cada elemento implicaria.

Desempenho do software ERP em nuvem vs. ERP local

Relativamente ao ponto anterior, uma outra vantagem apresentada pelo ERP em nuvem é o seu fator de escalabilidade, ou seja, a flexibilidade oferecida pelos prestadores destas soluções no que concerne a aumentar ou reduzir a capacidade do software, seja no número de utilizadores ou no tratamento de dados.

Isto é possível graças ao facto de que, em comparação com o formato de instalação local, os sistemas informáticos são otimizados para que o funcionamento do programa atinja o máximo desempenho. As arquiteturas que suportam “a nuvem” adaptam-se dinamicamente aos recursos requeridos a qualquer momento, sendo capazes de lidar com qualquer “pico” de carga.

É igualmente digno de nota que as soluções ERP em nuvem oferecem acesso aos dados processados em tempo real e podem ser consultadas a qualquer momento e a partir de qualquer lugar. Isto significa que os funcionários têm toda a informação ao seu dispor, facilmente acessível a partir dos seus laptops ou telemóveis, onde quer que se encontrem, sem custos adicionais.

Segurança e confiabilidade de um ERP em nuvem vs. ERP local

Dentro dos critérios de seleção de um ERP em nuvem ou de outro formato, deve ter-se em conta que, no caso de uma instalação independente, praticamente toda a gestão do sistema “fica em casa”, com a segurança a depender principalmente da capacidade dos recursos de TI da empresa utilizadora do serviço.

Por outro lado, o prestador da solução em nuvem será responsável por fornecer aos seus clientes os padrões de segurança mais avançados, bem como todas as atualizações necessárias. Sendo essa uma das competências-chave do seu negócio, não surpreende que o ERP em nuvem ofereça maiores garantias de segurança e confiabilidade.

Face ao exposto, não existem dúvidas de que um sistema ERP em nuvem possui inúmeras vantagens que tornam o sistema de instalação local uma solução completamente obsoleta.

Na NoBlue somos especialistas em soluções integrais em nuvem para empresas. Para saber mais sobre as vantagens de um software ERP em nuvem, não hesite em contactar-nos.

Leave a comment